Hey, fica mais um pouco. Ouve por mais um tempo os meus dramas. Me deixa fazer carinho no seu cabelo e cuidar de você. Ou talvez você decida cuidar de mim. Você sabe, eu sou uma menina perdida, que escondo os meus medos, coloco a culpa no meu passado, na minha péssima relação com a minha mãe. Você, você me conhece. Decifra o meu silencio. Você me conhece como ninguém. Isso é bom. Saber que no mundo existe uma pessoa que saiba o que eu preciso. Então eu te peço, por favor, não vá embora. Eu preciso que você fique ao meu lado. Sem cobrança. Esquece o passado. Esquece os erros. Foco no futuro. Foco no nosso amor. Eu sei que errei. Mas nós erramos pra aprender. Eu entendi que não posso viver sem você. Eu precisei te perder pra saber que te amava. Eu precisei sofrer pra que me desse conta de que você foi o que eu sempre esperei. Eu não deveria ter arriscado. Eu não posso te perder. Eu me humilho se for preciso. Eu te mostro que na nossa história existiram momentos felizes. Eu pisei na bola, mas eu preciso de mais uma chance. Não me priva de te fazer feliz. Eu te garanto que será diferente. Eu vou fazer valer a pena a oportunidade que você me dará. Para. Me ouve. Não joga tudo isso pelo ralo. Escuta além do que eu tenho a dizer. Você me conhece, sabe que o meu forte é fazer besteira. Mas eu prometo fazer diferente. Espera. Não sai por essa porta. Não abandona a nossa história. Ainda não acabou. Não vai. Volta aqui. Deixa eu te contar os meus motivos. Tenta me ouvir. Só por um momento

Olha só pra você, ai, perdido, como se já não esperasse mais nada, como se já tivesse matado leões com as próprias mãos, e achado melhor descansar, pela sorte de estar vivo. Não há sorte em estar vivo, você faz a sua sorte, mesmo que custe sua vida. Você é bom, quem te disse o contrário disso? Você pensa que eu não sei o que é pensar que está sempre fracassando? Eu sei, eu sinto isso. Eu erro igual qualquer outro que tenha a chance. Você não precisa da minha ajuda, ou do conforto das palavras que eu posso te oferecer. Apenas, acredite mais, talvez você não saiba, mas é possível derrubar montanhas usando os punhos, tocar as nuvens e ignorar toda essa dúzia de lógicas baratas que enchem livros e fazem as bibliotecas bocejar. Não estou aqui para dizer que é fácil, só quis te lembrar que ainda há tempo de ser imbatível -diferente do que dizem, essa geração não está perdida, apenas esquecida de que há caminhos não explorados. Não deixem as lendas do passado falarem alto que são insuperáveis. Porque jamais serão ao menos que você os deixe ser.
De tarde quero descansar, chegar até a praia e ver se o vento ainda está forte, vai ser bom subir nas pedras. Sei que faço isso pra esquecer, eu deixo a onda me acertar e o vento vai levando tudo embora. Agora está tão longe. Vê, a linha do horizonte me distrai. Dos nossos planos é que tenho mais saudade, quando olhávamos juntos na mesma direção. Aonde está você agora, além de aqui dentro de mim? Agimos certo sem querer, foi só o tempo que errou. Vai ser difícil sem você, porque você está comigo o tempo todo e, quando eu vejo o mar, existe algo que diz que a vida continua e se entregar é uma bobagem. Já que você não está aqui, o que posso fazer é cuidar de mim. Quero ser feliz ao menos. Lembra que o plano era ficarmos bem? Ei, olha só o que eu achei: cavalos-marinhos. Sei que faço isso pra esquecer, eu deixo a onda me acertar e o vento vai levando tudo embora.
De tarde quero descansar, chegar até a praia e ver se o vento ainda está forte, vai ser bom subir nas pedras. Sei que faço isso pra esquecer, eu deixo a onda me acertar e o vento vai levando tudo embora. Agora está tão longe. Vê, a linha do horizonte me distrai. Dos nossos planos é que tenho mais saudade, quando olhávamos juntos na mesma direção. Aonde está você agora, além de aqui dentro de mim? Agimos certo sem querer, foi só o tempo que errou. Vai ser difícil sem você, porque você está comigo o tempo todo e, quando eu vejo o mar, existe algo que diz que a vida continua e se entregar é uma bobagem. Já que você não está aqui, o que posso fazer é cuidar de mim. Quero ser feliz ao menos. Lembra que o plano era ficarmos bem? Ei, olha só o que eu achei: cavalos-marinhos. Sei que faço isso pra esquecer, eu deixo a onda me acertar e o vento vai levando tudo embora.